terça-feira, 11 de janeiro de 2011

never forget

Não sei se devo continuar, ou parar. É uma dúvida de quem teve que suportar muitas coisas ruins dentro de si mesmo, e também é uma dúvida de quem não quer absolutamente nada mais do gênero porém é provocado por uma força maior que a sua própria. "Nunca esquecer", foi algo que ficou escrito com faca na parede dos meus intelectos. É uma luta que eu vencerei, em dizer: Nunca te esquecerei, porém, nunca dará certo. Caminhos diferentes devemos seguir. Pessoa diferentes devemos procurar. Isso não significa um "adeus", isso significa "não quero mais sofrer por você".

Nenhum comentário:

Postar um comentário