sábado, 4 de dezembro de 2010

Fim de noite



Me vejo preso a tantos berros e barulhos estranhos. Todo esse som que gira em torno de minha cabeça, me faz segurar meus cabelos, mostrar os dentes e balançar a cabeça. Gritos de misericórdia. Gritos implorando pela paz interior. Gritos que expressam meus pensamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário