domingo, 3 de outubro de 2010

post sem nome.

Durante anos em minha vida pessoas se apoiaram em mim. Jamais neguei felicidade, risadas e amor. por muito tempo eu me senti sozinho, mesmo rodeado de tantas pessoas amigas, pessoas conhecidas, familiares. meu desejo era nunca mais me sentir só. nunca mais me sentir vazio e incompleto. eu confesso que já esperei pessoas passarem na rua, já esperei ligações de pessoas, já esperei muitas coisas. mas nunca chegou. justo as horas que eu menos esperava, alguém fazia tudo isso sem eu perceber. porém, muitos usaram suas feridas para se aproximar desses momentos que então se prendiam em mim. como eu nunca neguei felicidade e amor, eu sempre me doei. me doei de um jeito que me fazia sonhar, planejar, e eternizar qualquer tipo de momento. Cansei de ouvir de meus pais, amigos e até mesmo amores: "não existe pra sempre. você jamais será feliz pensando assim." Realmente são duas frases que eu levei demais comigo. após me tornar frio e negar tudo. eu comecei a perceber o interesse das pessoas em apenas cicatrizar seus machucados. jamais use uma pessoa como curativo para erros seus. o tempo cura muito bem seu coração. foi o que eu fiz, depois de muito saturado de tudo, eu esperei, respirei fundo e disse a mim mesmo: FODA-SE, que o tempo me traga a felicidade. eu comecei a ver o interior das pessoas, comecei a analisar os perigos, as feridas e as angustias. comecei a apreciar minhas facilidades de fazer alguém feliz. no que eu pude eu sempre fiz, mas o tempo, esse sim, soube muito bem apreciar as minhas atitudes e fez eu me encontrar em alguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário