segunda-feira, 30 de agosto de 2010

fio de prata.



nas madrugadas, desligo minha alma de meu corpo e fujo para os céus.
faço uma viajem aluscinante dentre as estrelas, encontro toda a energia que preciso
para reviver todas as minhas células gastas. acho energia para aumentar meu amor.
acho energia para viver por mim, por você, por nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário